Cultura da inovação - por onde começar?


Ontem escrevi sobre Cultura do atraso, e hoje vamos pincelar sobre Cultura da inovação. É quase óbvio que todas as empresas buscam inovar. Por mais tradicional que a empresa seja, sempre há espaço para inovar processos, sistemas, tecnologias, qualidade. Porém, é muito subjetiva a forma de como devemos estimular a inovação no nosso dia a dia. Criar um departamento com certeza não seria um caminho, pois a cultura deve permear a empresa toda e não apenas um departamento. Na minha visão, acredito que apenas uma empresa estruturada e organizada tem espaço - e tempo - para inovação, pois já tem os principais e primordiais processos estruturados na sua rotina. Se usamos nosso tempo para apagar incêndios, jamais teremos tempo hábil para buscar inovação. Fazer o que tem que ser feito, primeiro e depois agregar mais valor.

Por isso, antes de buscarmos tanto pela almejada inovação é preciso entender a necessidade de colocar as coisas em ordem primeiro. Porque quando a empresa está devidamente estruturada irá ter tempo para pesquisas, testes, que nada mais é que: inovação.

Não se trata de salas coloridas ou brainstorming. Se trata de ter tempo e uma mente livre. E uma mente livre você só tem quando as demais atividades estão devidamente estruturadas e organizadas.

Meu objetivo é sempre mostrar como ter uma empresa estrutura e organizada só facilita - e não burocratiza - o seu dia. É claro que organizar uma empresa dá trabalho, mas uma vez que as coisas tem um devido lugar, é fácil manter no dia a dia e as coisas fluem muito mais.

O tempo não é um fator limitante quando a empresa está devidamente estruturada com processos e indicadores. Porque todos terão clareza do que se espera, do caminho que a empresa está traçando, e com essas informações, criar, inovar, é apenas uma questão de sentar para conversar ou pesquisar um pouco. Inovação não é um bicho de sete cabeças. Só precisa de uma cabeça, livre.

Se você não sabe por onde começar a organizar a sua empresa, sugiro uma atividade bem simples, independentemente do tamanho da sua empresa:

Imagine que você vai sair de férias, por tempo indeterminado, mas sua empresa não pode parar. Ou melhor, imagine que seu médico disse que você não poderá trabalhar por tempo indeterminado. Mas a empresa não pode parar. Sabendo disso com 30 dias de antecedência, como você preparia as coisas e informações para a pessoa que tomaria seu lugar por um tempo? Comece por aí. Em segundo lugar, você vai querer saber como estão as coisas, o andamento da empresa. O que você pediria para essa pessoa te enviar frequentemente? Quais relatórios? Quais dados? Com qual frequência? Se você responder a essas duas principais perguntas, terá como resultado:

  1. Processos estruturados - que mostrará a pessoa o que e como as coisas devem ser feitas

  2. Indicadores - que mostrará a você se a empresa está caminhando como você gostaria

É simples, mas exige foco e disciplina no início. Depois que estiver funcionando, você vai colher tantos frutos que padronizar procedimentos e estruturar indicadores será um prazer e provavelmente seu foco de atuação.

#empreendedorismo #negocios #gestão

3 visualizações

contato

  • Instagram
  • YouTube
  • Facebook
  • LinkedIn - Black Circle

@     yasmin@ykbsconsultoria.com.br

t       +55 47 996-763-636

CNPJ 27.428.305/0001-55

Termos de uso e serviço

Copyright 2019 - YKBS ®

Todos os direitos reservados